O monge e ex-geneticista Matthieu Ricard, já dedicou quase 50 anos à prática do budismo e da meditação, mas ele tem também um incrível trabalho fotográfico.

Nascido em 1946, e chamado de “o homem mais feliz do mundo”, Matthieu Ricard visitou a Índia pela primeira vez em 1967, onde conheceu grandes mestres espirituais do Tibete.

Formou-se Ph.D. em genética molecular no Instituto Pasteur, em 1972, área que abandonou após completar sua tese de doutorado, para se dedicar ao budismo tibetano. Mudou-se para a região do Himalaia, onde vive há 45 anos.

Foto: reprodução do site matthieuricard.org

Matthieu Ricard dedicou sua vida ao estudo e prática do budismo seguindo os ensinamentos dos maiores mestres espirituais tibetanos de nosso tempo. Ele é o intérprete francês do Dalai Lama desde 1989.

Ele também é autor de best-sellers internacionais e um palestrante de destaque no cenário mundial, celebrado no Fórum Econômico Mundial em Davos, em fóruns nas Nações Unidas e no TED Talks, onde suas palestras sobre felicidade e altruísmo foram vistas por milhões de pessoas.

Foto: reprodução do site matthieuricard.org

“A vida espiritual de Matthieu e sua câmera são uma coisa só, da qual jorra essas imagens, efêmeras e eternas”

Henri Cartier Bresson
Foto: reprodução do site matthieuricard.org

Por muitos anos, Matthieu Ricard fotografou as paisagens, os mestres espirituais e as pessoas da magnífica região do Himalaia. Seu trabalho é exibido em museus e galerias de arte em todo o mundo. Ele é o autor e fotógrafo de vários livros de fotografia, incluindo Butão: Ode à Beleza , A Terra da Serenidade , Viagem Imóvel: De um Hermitage no Himalaia e Tibete: Uma Viagem Interior .

Matthieu consegue capturar de uma forma única a felicidade nas suas fotografias, seja dos mestres espirituais ou mesmo das pessoas “comuns” que fotografa no Nepal, país onde reside, no monastério de Shechen Tennyi Dargyeling. Além de pessoas, Matthieu Ricard também fotografa diversas paisagens naturais da região do Himalaia.

Foto: reprodução do site matthieuricard.org

Todos os rendimentos dos livros, fotografias e eventos de Matthieu Ricard são doados para Karuna-Shechen (www.karuna-shechen.org/), a associação humanitária que ele criou. Com base no ideal de ‘compaixão em ação’, Karuna-Shechen desenvolve projetos educacionais, médicos e sociais para as populações carentes da região do Himalaia.

Matthieu Ricard é um membro ativo do Mind and Life Institute, uma organização dedicada a ampliar a compreensão de como a mente funciona, explorando a interseção entre as tradições contemplativas e a investigação científica contemporânea.

Ele contribui para a pesquisa sobre o efeito da meditação no cérebro em várias universidades nos EUA e na Europa e é coautor de várias publicações científicas.

Foto: reprodução do site matthieuricard.org

O homem mais feliz do mundo

Matthieu Ricard, foi, em 2012, declarado por pesquisadores da Universidade de Wisconsin, nos Estados Unidos, simplesmente como o “homem mais feliz do mundo”. Esses pesquisadores constataram que o cérebro de Ricard produzia um nível de ondas gama nunca antes relatada na neurociência.

O estudo revelou que, graças à meditação, ele tem uma capacidade incrivelmente anormal de sentir felicidade e uma propensão reduzida para a negatividade.

Galeria de Imagens

Créditos:
Fotos e informações: reprodução do site matthieuricard.org