O Uruguaio Juan Carlos Onetti nasceu em 1909 em Montevideo, Uruguai, e morreu em 1994, na Espanha.

Seu pai foi um funcionário da alfândega, e por esse motivo sua família se mudava com frequência, fato que acabou prejudicando os estudos de Onetti. Embora passasse grande parte de seu tempo livre lendo, começou trabalhando em uma série de bicos, como garçom, porteiro, inspetor de grãos, entre outros.

Ao se mudar para Buenos Aires, Argentina, começou a escrever para diversos periódicos, além de uma agência de notícias em Montevidéu e em Buenos Aires. Por volta dessa época, ele também começou a escrever ficção.

Onetti em entrevista para a “TV Española” em 1977

Onetti foi um dos mais importantes escritores latinos americanos do século XX, porém nunca recebeu o reconhecimento internacional de seus pares, como Gabriel García Marques, Borges e Cortázar, por exemplo. Publicou 6 romances e diversos contos, grande parte desses se passando na cidade fictícia de Santa María, que surgiu no melhor de seus livros: “A vida Breve”, publicado em 1950.

“A vida Breve”(compre aqui na Amazon) ainda ressalta as características gerais dos personagens de Onetti: estão sempre no limbo, entre o mundo que habitam e aquele que preferem imaginar para si. Santa Maria é habitada por excêntricos cansados, náufragos e sonhadores. Onetti recebeu diversos prêmios literários, entre eles o Prêmio Ibero-americano da Fundação William Faulkner em 1963.

“A literatura é mentir bem a verdade.”

Juan Carlos Onetti

Frequentemente é citada a influência do escritor americano William Faulkner na obra de Onetti. Os romances de Onetti não são simples de ler, os temas sobre envelhecimento, senilidade que se misturam com devaneios existenciais são frequentes, mas ao contrário do que possa parecer, as histórias são dinâmicas e prendem a atenção. Onetti explora temas existencialistas como alienação, isolamento e a criação da própria realidade por meio da ficção.

Com uma saúde debilitada, nos últimos 20 anos de sua vida, Juan Carlos Onetti passou boa parte de seus dias na cama, em Madrid, ao lado de livros, cigarros e uísque(assista ao vídeo abaixo). Esse estilo de vida fez com que sua morte, aos 84 anos parecesse um feito especial de longevidade.

Vídeo de Mateo Etchegoyhen, YouTube

“Má coisa é fomentar o gosto pela leitura nas crianças. Quando os jovens leitores forem mais crescidos, estarão indefesos perante a vida, que é ágrafa, analfabeta e audiovisual.”

Juan Carlos Onetti

Obras publicadas do escritor:

1939 El pozo
1941 Terra de Ninguém
1943 Para esta Noite
1950 A Vida Breve (compre aqui)
1954 Os adeuses
1959 Para Uma Tumba Sem Nome
1960 A Cara da Desgraça
1961 O Estaleiro (compre aqui)
1962 O Inferno Tão Temido e Outros Contos
1964 Juntacadáveres (compre aqui)
1973 A Morte e a Menina
1974 Tempo de Abraçar
1979 Deixemos Falar Ao Vento
1986 Presença e outros contos
1987 Quando Então
1993 Quando já não Importa
47 contos de Juan Carlos Onetti (comprar aqui)
El Posible Baldi (data desconhecida)

Créditos:
Imagem Principal: Wikipedia